terça-feira, janeiro 10, 2006

Senhor Silva

Passeio pelas ruas e pontes do Machico

A demarcação que o jovem candidato Cavaco Silva quer fazer do seu partido é uma opção clara da sua candidatura. No entanto esta opção esbarra logo num volumoso obstáculo inultrapassável. Não, não estou a falar da volumosa barriga de Alberto João Jardim mas sim de uma marca que inunda todas as campanhas eleitorais do PSD: THE ORIGINAL SOUNDTRACK!
Pois é verdade, depois do Paz, pão, povo e liberdade e da Geração Portugal passando pelo Guerreiro Menino Santana Lopes, a máquina partidária traz-nos a mesma melodia de sempre, os mesmos arranjos de sempre, a mesma letra insípida e desta vez a voz de Kátia Guerreiro. É o PSD em todo o seu esplendor e disso Cavaco Silva não pode fugir.
Não é que o seu concorrente Mário Soares esteja melhor, ouçam os seus tempos de antena e depois peguem naquela cassete de VHS velhinha com a campanha de 1991. O que lá está? A mesma música. Eu com 9 anos lembro-me perfeitamente de ver Soares sentado numa secretária a escrever com aquela música de fundo, antecipando a campanha trauliteira de Basílio Horta. (Às vezes não sei como me lembro de coisas como estas, mas confesso que não tenho nenhuma cassete VHS velhinha para provar que tenho razão).
Para finalizar, e porque as referências positivas também devem ser feitas, uma "Trova do vento que passa" rejuvenescida por Pac dos Da Weasel é de muito bom gosto. Não é o meu estilo, mas tiro o chapéu.

2 espinhos:

Blogger gabi disse...

Ele não se chama "Pac", é PacMan :p

5:47 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

aposto que ele não se chama pacman também

Ricardo Pereira (a cantar de galo desde 1982)

1:22 da tarde  

Enviar um comentário

<< Atrás