quarta-feira, outubro 18, 2006

Dêem-lhes a Independência



O Ministro Sulista. Mário Lino, apelidado de Ministro Iberista hoje mostrou porque é o mais sulista de todos eles. Foi ele que bloqueou uma segunda fase de um metro do Porto que custa metade do de Lisboa e cujas estações subterrâneas custam um terço das de Lisboa. Foi ele que hoje decidiu que se deve pagar em 3 SCUTs à volta do Porto (A28, A29 e IC24). O Norte é actualmente a região com o PIB per capita mais baixo do país, Lisboa e Vale do Tejo a mais rica, onde se põem as portagens? À volta do Porto, claro!
E eu até sou a favor do utilizador/pagador, mas no país todo e não tentando cortar as pernas a toda uma cidade e a toda uma região.

3 espinhos:

Blogger gifinha disse...

estás coberto de razão!! este governo começou por me surpreender pela positiva: conseguiu fazer reformas onde jamais alguém havia ousado mexer e, a bem ou a mal, parece que até vai conseguir equilibrar as contas públicas. agora a pergunta é: quem vai pagar essa factura? queixam-se tanto do jardim e da sua insistência em fazer da madeira uma região pobre, mas ao que parece fazem o mesmo com lisboa...

9:37 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Podemos sempre boicotar as portagens.
No caso da A29, entre o IC1 e Miramar, a auto-estrada foi construída em cima da EN109 e como tal não me sinto obrigado a pagar um tostão que seja para usá-la.
No caso da A28, depois de a EN13 ser transformada numa rua com 70km, com rotundas e semáforos, idem.
Já o IC24 acho que deveria ser pago (o único motivo que eu via para não o fazer era o péssimo estado do pavimento, e agora está corrigido). Só quero é saber onde vão construir as portagens, aquela estrada está implantada numa área densamente povoada... :-)

8:50 da tarde  
Blogger Eva disse...

A propósito, um mail antigo que hoje encontrei com um artigo de opinião de Jorge Fiel, intitulado “Lisboa a arder”, no Expresso, dizia:

“AMO o Porto, mas esta paixão deixa-me espaço para gostar muito de Lisboa.
Depois de um fim de tarde no miradouro da Graça, ninguém no seu perfeito juízo pode negar que Lisboa é uma das mais belas cidades do mundo. São cidades diferentes...

As cidades são diferentes, mas ainda mais diferentes são as pessoas que as habitam...

Não gosto de um ministro Mário Lino, cujo código de boas maneiras lhe permitiu usar o discurso de inauguração de uma nova linha do Metro do Porto para ameaçar congelar a expansão da rede, devido aos «atrasos na obra» e à «derrapagem dos custos». Não me lembro de alguém ter ameaçado
congelar a expansão do Metro de Lisboa na sequência dos escandalosos «atrasos na obra» do Metro no Terreiro do Paço ou da enorme «derrapagem nos custos» da estação Baixa/Chiado...

É por causa de atitudes como estas que Portugal continua a parecer um
bilhar que descai sempre para um só buraco - a capital. O grito de raiva «Nós só queremos Lisboa a arder» é a expressão (grosseira) da revolta de quem se sente discriminado. A única vacina eficaz contra esta raiva é corrigir as assimetrias que desequilibram o país.”

6:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Atrás